Criminosos invadem chácara e fazem dono de local e caseiros reféns durante assalto em Garuva

Vítimas foram amarradas e sofreram ameaças dos suspeitos. Eles fugiram com diversos objetos da família e dinheiro.

Criminosos armados invadem chácara. Foto: reproduução

A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar um assalto que ocorreu em uma chácara em Garuva, no Norte catarinense. Durante a ação, que ocorreu pela manhã, por volta das 6h30 da quinta-feira (8), os criminosos amarraram o dono do local e dois caseiros.

Armados, os assaltantes agiram durante uma hora. Fizeram diversas ameaças e disseram que iam matar a filha de um dos trabalhadores, que estava na casa do caseiro e não presenciou o assalto.

“Jogou gasolina nas minhas costas, disse que ia atear fogo. Esquentou o ferro de passar e disse que ia me queimar. Rodou o tambor do revólver”, contou uma das vítimas, que preferiu não ter a identidade divulgada.

Logo na chegada, os criminosos exigiram ao dono da chácara, o dinheiro da venda de um caminhão. Segundo a polícia, o dono do veículo disse que não tinha efetuado a venda. Por isso, a polícia suspeita que a ação tenha ocorrido por engano e que o assalto deveria ter acontecido em uma propriedade vizinha.

Criminosos assaltam chácara em Garuva. Foto: Reprodução

“Próximo da chácara da vítima existe uma outra vizinha. O proprietário faz compra e venda de caminhões e na terça-feira, dia 6, ele concretizou uma venda”, conta o delegado Franklin Firmeza, responsável pelas investigações.

Os criminosos levaram diversos objetos, entre eles três acordeões, coleção de facas, câmeras fotográficas, dinheiro, TVs, notebook. Um prejuízo estimado pela polícia de mais de R$ 80 mil. “A gente se abala emocionalmente, mas graças a Deus não aconteceu mais nada”, afirma a vítima.

O carro do dono da chácara, que foi usado para levar os produtos roubados, foi abandonado em uma estrada a cerca de mil metros do local. O veículo foi apreendido e vai passar por perícia para ajudar nas investigações. Ninguém foi preso até esta publicação.