Companheiro de jovem morta se apresenta à Polícia Civil e é preso, em Joinville 

Mandado de prisão preventiva foi expedido na noite de quinta-feira e polícia fez buscas nesta sexta. Suspeito foi até a delegacia nesta tarde de sexta-feira.

Casal Gabriella Custódio e Leonardo Martins — Foto: Reprodução

Leonardo Nathan Chaves Martins, suspeito de matar a Gabriella Custódio da Silva, de 20 anos, foi preso na tarde desta sexta-feira (9). A Justiça expediu na quinta-feira (8) o mandado de prisão preventiva.

A jovem morreu em 23 de julho com um tiro no peito, baleada na casa da sogra, no distrito de Pirabeiraba. O companheiro dela abandonou-a no hospital em Joinville e disse à polícia que o disparo foi acidental.

Leonardo Nathan Chaves Martins se apresentou à Polícia Civil e chegou na delegacia acompanhado de advogados.

“Leonardo está tranquilo. Prontamente ele quis colaborar. Ele já disse que não deve nada. ‘O que aconteceu foi um acidente então eu vou me entregar’. E a Justiça vai fazer o restante”, falou o advogado Jonathan Moreira dos Santos.

Gabriella Custódio da Silva foi atingida por arma de fogo — Foto: Reprodução/Facebook

A versão da defesa é que a arma disparou enquanto Leonardo mostrava o objeto para Gabriella, que o pai dele havia comprado.

Na segunda-feira (5), foi feita a reconstituição do crime. Os trabalhos foram feitos na casa dos pais de Leonardo. Tanto Leonardo quando a mãe dele participaram da reconstituição a pedido da Polícia Civil.

Após ser baleada, Gabriella foi levada pelo companheiro para o Hospital Bethesda dentro do porta-malas de um carro. O suspeito fugiu menos de um minuto após deixá-la no pronto-socorro. Ele prestou depoimentos à polícia e foi liberado.

Peritos fazem reconstituição da morte de Gabriella Custódio — Foto: IGP/Divulgação