Chacina em Alfredo Wagner vitimou três pessoas durante a tarde desta sexta-feira

Segundo o IGP, eles foram assassinados. Homem, mulher e criança moravam em sítio no interior do município.

IGP atende caso de triplo homicídio em Alfredo Wagner nesta sexta-feira (9) — Foto: IGP/Divulgação

Um casal e o filhos deles, de 8 anos, foram assassinados na zona rural de Alfredo Wagner, na Grande Florianópolis, na tarde desta sexta-feira (9). Eles moravam em um sítio no interior do município. O suspeito foi levado para a delegacia no começo da noite e confessou o crime.

O casal era formado por Loraci Matthes, de 50 anos, brasileira, e Carlos Tuneu, que era argentino. O filho, Matheus Tuneu, era nascido no Brasil.

O Instituto Médico Legal (IML) informou na noite desta sexta que o exame preliminar nos corpos indicou que as vítimas foram agredidas com um instrumento contundente, que cause lesões. O suspeito disse à polícia que matou os três a pauladas.

Peritos do IGP fazem perícia em casa onde mulher e filho foram encontrados mortos em Alfredo Wagner nesta sexta-feira (9) — Foto: IGP/Divulgação

Cena do crime

A família morava na localidade de Santa Bárbara. O pai foi achado morto a um quilômetro da entrada da residência. Mãe e filho foram encontrados mortos dentro da casa, em uma propriedade rural.

“A Polícia Militar chegou ao local e constatou que havia um corpo na estrada”, relatou o agente da Polícia Civil Vanderlei Kanofle. A vítima era Carlos, que estava do lado do próprio carro.

Carro de argentino encontrado morto em Alfredo Wagner nesta sexta-feira (9) — Foto: IGP/Divulgação

Em seguida, os policiais foram até a casa dele e encontraram os corpos do menino e da mulher. “Houve dois momentos, que foram dentro da casa e depois o da rua”, disse o agente.

De acordo com o caseiro da propriedade, Lourival Schaffer, o casal e o filho viviam há cerca de oito anos na casa. “O Carlos, gente boa ele. Tudo tranquilo. Patrão bom. Ela, patroa boa”, disse.

Dívida

A Polícia Militar informou que o crime ocorreu por causa de uma cobrança de dívidas e o suspeito é o devedor, um comerciante da cidade.

O suspeito confirmou em depoimento que a motivação do crime foi a dívida e disse que vinha sendo cobrado e ameaçado. O homem foi encontrado a cerca de 20 quilômetros de Alfredo Wagner, no município de Bom Retiro.

Ele está preso na delegacia e deve ser encaminhado ainda na noite desta sexta ao presídio em Lages, na Serra catarinense.

“O suspeito chegou a registrar uma ocorrência de que havia sido ameaçado com arma de fogo. Mas, para aquele momento ali, ele não quis representar. Mas aí ocorreu uma situação, parece que ontem [quinta], que eles se encontraram em algum lugar aí, que ele foi humilhado”, relatou o agente.