Agricultores do Sul catarinense usam tecnologia para ampliar mercado de alimentos orgânicos

Iniciativas desenvolvidas em Lauro Müller vão desde os trabalhos no campo até a oferta dos alimentos.

Joana faz o registro dos produtos e utiliza a tecnologia para divulgar as opções — Foto: Reprodução

Na Comunidade Rio do Rastro, em Lauro Müller, no Sul catarinense, agricultores de alimentos orgânicos adotaram recursos tecnológicos com o objetivo de abrir espaço na mesa dos consumidores.

Na Fazenda São Matheus, por exemplo, a produção envolve laranja, figo, goiaba, maracujá, verduras, entre outros. Neste ano, a família Bett decidiu investir no cultivo de morango, com 9 mil plantas em sistema suspenso.

“Já tenho uma filosofia de vida que busca trabalhar em harmonia com a natureza. Para mim é um sonho estar plantando morango orgânico”, explica a agrônoma Joana Bett.

Joana afirma que a iniciativa ocorreu após troca de experiências entre as gerações aliada aos recursos tecnológicos.

“Ela pergunta pra gente e a gente pergunta pra ela. Um ouve o outro. Então ela pega nossa experiência e a gente pega o estudo dela”, explica a mãe da agrônoma e agricultora Neide Bett.

Joana Bett e a plantação de morangos orgânicos no Sul catarinense — Foto: Reprodução

A tecnologia vai além do cultivo. Joana também utiliza as redes sociais como uma ferramenta para oferecer e entregar os produtos aos consumidores.

Além disso, a família pretende ampliar os negócios e abrir as portas para o turismo rural.